•  
  •  
  •  

ZPE dos Sapais de Castro Marim

A ZPE dos Sapais de Castro Marim está integrada na Rede Natura 2000, uma rede ecológica europeia constituída por Zonas de Proteção Especial, na Diretiva Aves (79/409/CEE, de 2 de Abril 1979), que visa a conservação de aves e dos seus habitats, e por Zonas Especiais de Conservação (ZECs), na Diretiva Habitats (92/43/CEE, 21 Maio 1992), que visa a conservação dos habitats naturais, fauna e flora, listados na respetiva diretiva.

Trata-se de uma área protegida como ZPE (Zona de Proteção Especial), com uma área de 2147,0 ha situados maioritariamente no território do Município de Castro Marim, coincidentes em 86 % com a RNSCMVRSA.

A maior parte das áreas incluídas na ZPE são zonas húmidas, nas quais predominam os sapais salgados, as salinas e, na baixa-mar, as áreas de sedimentos expostos na margem direita da foz do rio Guadiana. Toda esta área é dominada por vegetação halófita e está sujeita à influência das marés. As zonas húmidas englobam também charcos e lagoas de água doce ou salobra, naturais e artificiais, na sua maioria de carácter temporário.

As restantes áreas incluídas na ZPE são ocupadas essencialmente por terrenos agrícolas com plantações diversas. A zona húmida é a unidade ecológica onde ocorre um maior n.º de espécies, predominando limícolas, patos e galeirões, assumindo esta unidade uma importância especial durante as migrações pós-nupciais (agosto e setembro), quando a diversidade e abundância de aves aquáticas são maiores. No inverno, esta zona húmida também alberga uma proporção elevada de algumas espécies que invernam em Portugal e na primavera nidificam na ZPE um grande número de aves aquáticas.